A marca de um país: Como melhorar a marca “Brasil”?

world_map___country_flags-1920x1080-1-1024x576

O Brasil deve estar preocupado com a mensagem que passa para o mundo além da definição de metas regionais para o IDE (Investimento Direto Externo) e comércio (link para o post anterior aqui). Enquanto alguns países são estereotipados e outros não, muitos investem em mensagens específicas para que sejam transmitidas ao mundo. Uma expressão comum de marketing aplicado ao Brasil seria: O país precisa identificar a sua marca e comunicá-la corretamente aos mercados globais, a fim de melhorar sua inserção mundial. A Tabela 1 apresenta uma lista simplificada de qualidades associadas com os países selecionados. Do ponto de vista do comércio internacional, o Brasil não envia mensagem clara para os investidores globais.

País Fatores positivos para negócios e mensagens associadas ao país
India Tecnologia da informação e serviços, programação de software, vida espiritual
Alemanha Engenharia, precisão, rigor técnico
Japão Alta tecnologia, pesquisa e desenvolvimento, aparelhos eletrônicos
Estados Unidos Inovação, capitalismo, multinacionais, universidades de alto padrão, tecnologia
Reino Unido Língua inglesa, Oxford e Cambridge, tradição, estabilidade
França Tecnologia aeroespacial, vinhos, moda, sofisticação, gastronomia.
China Indústrias, multinacionais, manufatura de baixo custo
Italia Moda, design, artes, gastronomia, história
Brasil Amazônia, lugares exóticos

Tabela 1: Mensagens associadas a alguns países

CountryBrand Image

Um relatório interessante sobre marcas associadas aos países pode ser baixado gratuitamente do sítio da consultoria FutureBrand. O material apresenta as principais mensagens transmitidas por vários países e destaca que a América Latina tem potencial para marcas fortes de vários países, mas atualmente nenhum país na região desenvolveu uma marca forte considerada global. Como de costume, uma pergunta para os meus leitores exigentes: Vocês conhecem um país que mudou positivamente a sua mensagem ao longo do tempo?

Link para a Marca País de relatório Imagem desenvolvida pela FutureBrand aqui

Link para a imagem das bandeiras aqui

Imagem do ranking de países retirada do relatório from Country Brand Index 2014-2015 da FutureBrand

2 Thoughts

  1. Concordo com sua análise de que precisamos melhorar a “Marca Brasil”, alinhando-a com nossos melhores atributos e objetivos como nação. Esse caminho exige um grau de consenso político sobre quais são os pilares para construção desses atributos e objetivos, que passam a ser tratados como objetivos do estado e não do governo de plantão. A forma de fazer pode variar um pouco ao longo dos anos, conforme a visão do momento, mas a essência tem que permanecer a mesma para que os objetivos de longo prazo sejam atingidos e a marca se consolide.
    Não é bem o histórico que temos. Ao longo dos anos nossas variações são imensas, a mensagem é errática e por isso pouco confiável, impossibilitando a consolidação de uma marca forte.
    Por outro lado, discordo totalmente da consultoria ao atribuir à marca Brasil as qualificações de “Amazônia e lugares exóticos”. O ranking de investimentos diretos por país (Wikipedia, baseado no The World Factbook – CIA) mostra o Brasil em 2015 como 12o. Lugar na lista de países que mais receberam investimento. Creio que isso não seria possível somente com investimentos em “Amazônia e lugares exóticos”, então é obvio que nossa marca vai muito além disso. Os investidores enxergaram outros atributos que a consultoria com certeza não considerou, sejam eles positivos para a marca, como tamanho do mercado interno, commodities, oportunidades em infraestrutura, ou negativos, como oportunidades de ganhos com especulação.

    1. O objetivo do artigo foi provocar a discussão sobre como o país é visto no exterior e por isso agradeço o teu comentário. Temos muito o que melhorar. Abs, EK.

Deixe uma resposta